Janeiro 2012

Rio de Janeiro 24h

0 comentários


Recentemente, além do poderio econômico que São Paulo tem sobre a cidade maravilhosa, a reclamação de nós cariocas era de que lá eles funcionam 24 horas por dia. Parece que bares, restaurantes, locais de lazer, nada nunca encerra, se tornando assim num convite para que você vá.

As possibilidades realmente parecem ser infinitas na terra da garoa. Porém, agora, ao que parece, com os recentes investimentos e as aquisições do porvir, o Rio de Janeiro pode começar a oferecer abrigos interessantes aos filhos do sereno que insistem em não voltar pra casa antes do amanhecer.

Recentemente, o La Fiorentina, uma cantina à beira-mar, no Leme, se tornou um local 24x7, se juntando assim à outros bravos que já entenderam a lucratividade da madrugada. Até então, realmente são poucos os lugares de qualidade que funcionam 24 horas por dia, porém os que funcionam, além de criarem um marketing extremamente positivo, não deixam de lucrar.

Na zona sul da cidade, a opção é maior. No Flamengo, o representante é o Lamas; em Copacabana o Cervantes; no Leblon, nada melhor do que o baixo, assim como na Gávea; no centro o representante é o Nova Capela e no Méier os moradores tem que se contentar ainda com o Habib's, que vive sempre lotado e é parada quase obrigatória pra quem volta da Lapa para esses lados.

O certo é que a cidade vai cada vez mais ficar acorda, o que é bom pra economia, o que é bom para o povo.

Célula Isaque debaixo d'água!

0 comentários
Na última célula Isaque dessa sexta-feira, que ocorre próximo à rua João Barbalho, em Quintino, às 20h, mesmo com a chuva, havia visitante. Gabriel, junto com os demais, ouviu objetivamente sobre três conselhos para acertar o alvo em seu aspecto pessoal.

Os três itens são: ouvir conselhos dos mais velhos. Eles são mais experientes, o que os confere, no mínimo, o direito de análise em todas as suas falas, e obediência quando eles tem autoridade.

O segundo item é ter cuidado com quem você anda. Uma ala da sociologia nos faz refletir que por parte, podemos ser fruto do meio em que vivemos; logo, todos nós somos , ou influenciados, ou influenciadores. Se seu círculo social não é o que você deseja ser e nem tem hábitos saudáveis, é bom rever seus conceitos.

Por último, porém não menos importante, está o conceito que você tem acerca de si mesmo. Aquilo que eu acho de mim mesmo me torna apto a ter motivação ou depressão, minha auto-estima está intrinsecamente relacionada à minha auto-imagem.

Tirando os risos, a hora que passou voando, as piadas e comentários, a presença do Espirito Santo, é basicamente isso que posso passar por escrito para vocês que por algum motivo não foram nessa sexta, mas irão nas próximas!

P.S.: Nessa próxima sexta, dia 03/01 não haverá célula, retornaremos na sexta-feira após essa com surpresas! Traga convidados!

Deja Vú

2 comentários

























É impensável numa grande cidade em pleno século XXI, num país que deseja ser modelo de qualidade um prédio simplesmente cair! Ou melhor, DOIS prédios simplesmente caírem em pleno Centro da Cidade.

Como assim?

E se isso tivesse ocorrido em pleno horário de rush, com seus familiares passando por ali, como todos os dias?

O Rio de Janeiro tem um histórico considerável de tragédias envolvendo construções, deixando de dezenas a centenas de mortos e feridos graves.

Ainda não se sabe ao exato a verdadeira razão da tragédia, mas muitos motivos levam a crer a anos de descuido e negligência do poder público com os prédios históricos do Rio.

Segue abaixo uma pequena lista de acontecimentos semelhantes:


* Laranjeiras (1967): em 21 de fevereiro, um temporal provocou um deslizamento de uma encosta na altura da Rua General Glicério, em Laranjeiras (Zona Sul) atingindo uma casa e dois prédios de apartamentos. Cerca de 120 pessoas morreram no local. Entre as vítimas, um irmão do dramaturgo Nelson Rodrigues.

* Elevado Paulo de Frontin (1971): um trecho do viaduto em construção (foto) caiu no dia 20 de novembro na altura da Rua Haddock Lobo, na Tijuca (Zona Norte), sobre vários veículos que estavam parados no sinal vermelho. No total, 28 pessoas morreram e 30 ficaram gravemente feridas, incluíndo algumas mutiladas.

* Supermercado Ideal (1972): no dia 20 de dezembro, a queda do teto de um supermercado em Pilares (Zona Norte) provocou a morte de 14 pessoas e cerca de 100 feridos.

* Abolição (1988): na sequência das chuvas que devastaram o Rio em fevereiro, um prédio desabou na Rua Teixeira Carvalho, no bairro da Abolição (Zona Norte), deixando 13 mortos.
* Rua Primeiro de Março (2002): Um hotel de cinco andares desabou durante a tarde do dia 25 de setembro de 2002 na Rua Primeiro de Março (Centro do Rio). Duas pessoas morreram.

Claudia Costin , Fernando Hadaad e o Governo Federal

1 comentários
Claudia Costin é a atual secretária Municipal de Educação do Rio
Hoje é aniversário de São Paulo e aniversário de Fernando Hadaad, ex-ministro da educação, e futuro candidato à prefeitura pelo PT da cidade aniversariante.

Ele deixou a pasta da educação sob vaias públicas pelos constantes problemas do ENEM.

Claudia Costin, secretária Municipal de Educação do Rio de Janeiro, diz sobre Hadaad "O que fica para a mídia é o episódio do ENEM, mas para o país, ele deixa um excelente trabalho." Ele, por sua vez, diz sobre a secretária:" É uma das melhores especialistas em educação do país".

Rafael Lisboa, assessor de Eduardo Paes, afirma que o prefeito "Morre de medo que o governo federal tire a Claudia Costin dele".

É esperar para ver a possível dança das cadeiras...

Coincidência ou identificação?

0 comentários


O que Leonardo Boff, Chico Alencar, André Trigueiro, Marcelo Freixo, alguns professores de história da PUC-Rio, Luiz Eduardo Soares e Chico Pinheiro tem em comum?

Além da possível preferência pela posição na política, essas figuras públicas figuram com um anel de cor escura, no dedo anelar da mão esquerda.

Moda estranha, não é?

Pelas semelhanças nesses perfis esse anel parece identificar muito mais do que uma coincidência entre gostos.

Agora resta saber o quê...

Uma em cada cinco famílias brasileiras está endividada.

2 comentários
Ed René Kivitz é graduado em teologia e mestre em ciências da religão
A manchete assustadora pertence a matéria do jornal O Globo, que pode ser lida aqui, faz pensar...

Acabo de ouvir Zigmunt Bauman por 30 minutos, em entrevista concedida a Sílio Boccanera, para o Programa Milêmio, da GloboNews.
Dos interessantes comentários a respeito do que Bauman chama de “revolução cultural”, tive alguns insights.

Na verdade, dois. E ambos parafraseando o “penso, logo existo” de Descartes. Vivemos dias de “devo, logo existo”. Bauman disse que na sociedade capitalista quem não consome, não existe. Deixamos para trás a caderneta de poupança: “consiga o dinheiro e compre o que que quiser”, e migramos para o cartão de crédito: “compre o que quiser e depois consiga o dinheiro para pagar”. O resultado dessa mudança de paradigma de consumo é a dívida. Mudou o ditado. Antes se dizia “quem não deve, não teme”, hoje se diz “quem não deve, não existe”, pois quem não deve não interessa aos donos do crédito. E quem não interessa aos donos do crédito está alijado da sociedade.

Além de “devo, logo existo”, vivemos dias de “sou visto, logo existo”. Essa é a versão imposta pela tirania das redes sociais. Quem não tem twitterblog,facebook está fora do horizonte de convívio social, cada vez mais virtual. A vida on-line substituiu a vida off-line. Vai crescendo o número de pessoas que deixam de existir assim que fecham seus computadores e desligam seussmartphones. Aliás, o mundo vai se enchendo de gente que jamais fecha o computador ou desliga o smartphone. Apavoradas com a possibilidades de não serem vistas, isto é, não receber comentários e recados no facebook, e não ver sua coluna de mentions do twitter crescer, as pessoas temem deixar de existir.

E Bauman conclui como somente os sábios: “não tenho capacidade nem conhecimento para avaliar o que isso significa nem como vai ser o futuro”. A entrevista se encerra com Bauman encolhendo os ombros e virando os beiços como quem diz “e agora, José?”.

Ed René Kivitz

And the Oscar goes to...

0 comentários
<b> quatro indicações geral </ b> </ br> incluindo </ br> <b> Melhor imagem </ b> Diretor <b>: </ b> Woody Allen </ br>
 "Meia-noite em Paris", de Woody Allen, que concorre ao prêmio de melhor diretor


Os renoamdos diretores Woody Allen e Martin Scorsese estão na lista para ganhar o oscar de melhor diretor de 2012. Woody concorre com seu excelente "Midnight in Paris" e Scorsese com seu "Hugo". Também estão na corrida para o prêmio de melhor diretor do Oscar 84 Michel Hazanavicius, com "The Artist", Terrence Malick em " A árvore da vida" e Alexander Payne com "Os descendentes".

Allen, de 76 anos, garantiu sua sétima indicação ao prêmio com seu filme romântico e leve situado na cidade da luz. Ele já ganhou o prêmio de diretor há 34 anos com"Annie Hall".

Scorsese, 69 anos, por sua vez, é um dos diretores mais influentes dos últimos 40 anos, e também é indicado a melhor diretor pela sétima vez. Ele ganhou seu primeiro prêmio de diretor no Oscar em 1980, por "Touro indomável", e há cinco anos pelo filme de gângster, intitulado "Os indomáveis".

Brasil, meu Brasil brasileiro...

0 comentários
Eike Batista é o ricaço mais pop do momento. Na entrevista que o oitavo homem mais rico do mundo, segundo a revista FORBES, concedeu à jornalista Sônia Bridi para o canal Globo News, no início desse ano, Eike fala sobre seus feitos, carreira e aspirações. Em resposta à pergunta da jornalista de quando se tornará o homem mais rico do mundo, ele diz: “Serei o homem mais rico do mundo em 2015”, Sônia então pergunta se não é uma evolução do oitavo lugar ao topo da lista um pouco rápida demais, no que o empresário responde “Você acha rápido?”

Clique neste link para conferir a entrevista completa

Por trás de toda sua riqueza e objetivos, por meio de entrevistas e de seu recente livro lançado, “O X da questão”, o ex de Luma de Oliveira se mostra um empresário de extrema audácia, gana, arrojo em seus objetivos; uma visão focada na conquista do porvir. E o que esse possível brasileiro homem mais rico do mundo em breve tem a ver com a atual situação do globo? O Brasil, segundo muitos economistas, é o país do futuro juntamente com os outros BRIC's — nomenclatura criada por um jornalista inglês para falar do grupo de quatro países com mais possibilidade de crescimento econômico no futuro. São eles: Brasil, Rússia, Índia e China. 

O mais curioso disso é que essa profecia já não é de hoje. Nossa república já é apontada como futuro desde um passado muito remoto! E como o presente se torna passado somente por conta de alguns segundo, o futuro já chegou: ele é hoje!

Quando poderíamos imaginar o homem mais rico do mundo sendo um mineiro apaixonado pelo Rio de Janeiro? Ou a terra do samba ultrapassando o Reino Unido em tamanho econômico como foi noticiado recentemente?




Pausa para a sua reflexão...

O que começou a ter fim com a conquista do campeonato mundial de futebol de 58, chamado de “Complexo de vira-lata” do povo brasileiro, como nomeou Nelson Rodrigues, parece estar chegando ao fim.

De certo que o país apresenta problemas inegáveis e intoleráveis hoje em dia. Isso não pode ser escondido, assim como não pode passar despercebido o crescimento dessa sempre liderança da América Latina.

Clinton, ex presidente dos EUA, disse certa vez em um coletiva, quando Lula poderia assumir a presidência “Ele fará como todos: se elege pela esquerda mas governa pela direita”. Pelo sim pelo não, uma enxurrada de governos de esquerda realmente tem tomado o poder dos países da América do Sul, entre eles Peru, Bolívia, Venezuela e Argentina. Paralelamente à isso, o fato é que manifestações ao redor do mundo vem sinalizando uma transformação de paradigmas financeiros econômicos no mundo, penso eu.

Manifestações como as que ocorrem no oriente médio tida como a primavera árabe, os países europeus enfrentando um colapso ímpar e o movimento intitulado ocupe wall street na terra do tio sam estão entre esses acontecimentos,

Seria o fim do capitalismo como o conhecemos?

O neoliberalismo nunca alcançou importância, crescimento e proporções como hoje e o mais interessante a se observar é que, entre os países do futuro, entre os BRIC's, o país mais democrático e seguro para investimento, despejo de riquezas e mais ocidentalizado é o Brasil, a terra do futebol.

Com um certo otimismo podemos dizer que é notório que chegou o tempo dessa gente bronzeada mostrar seu valor.

Arrependimento

0 comentários
O tema não era simples, mesmo assim todos em silêncio reverente prestavam atenção. Em pauta, "arrependimento". Palavra grande também com grandes significados.

O texto abordava sobre estilos diferentes de arrependimentos equivocados ou acertados ao longo da história, com passagens bíblicas, fazendo um paralelo de como é o arrependimento ideal que nós devemos ter.

Quem estava lá fazia questão de participar, interagir, opinar sobre seus erros antigos, ou os nem tão distantes assim...

— Uma vez falei pro meu pai que eu e minhas amigas íamos estudar em casa quando ele fosse embora, mas a intenção não era bem essa — diz uma.

— Certa vez, quando vi que meu irmão mais novo estava errado parti pra agressão ao invés de ensiná-lo da forma mais correta — acrescenta outro.

— Pior minha filha nova que faz as besteiras e depois vem pedir "diculpa, mãe", toda vez ela faz isso!

Os exemplos se seguiam, a conversa ia fluindo, as risadas com as memórias aparecendo. Falamos sobre o arrependimento do "malandro", que só pede perdão porque foi descoberto por alguém. Ou aquele arrependimento desnecessário, no qual o erro tava na cara que era iminente. Havia também o arrependimento confuso, que não se sabe muito bem se estava errado ou não e o famoso "arrependimento falso" , que só pede desculpas por estar pressionado, mas volta a fazer tudo novamente numa próxima oportunidade.

Os olhos iam acompanhando as passagens e as reflexões sobre o arrependimento e, a cada ponto ou vírgula, era possível ver cada participante buscando na memória atitudes semelhantes que já praticaram.

Ao fim, ficou a certeza de que, assim como maior do que a morte é a vida, do que a doença, a cura; assim também maior que o erro é o perdão, e que o pecado, o arrependimento.

Motivados a pedir desculpas e zerar qualquer pendência que estivesse os machucando ou machucando os outros, foi assim que saíram da Célula Isaque os participantes da reunião na última sexta-feira.

Célula Isaque, toda sexta feira, às 20h, na Rua Balbina, nº 53, próx. à João Barbalho.

Venha nos fazer uma visita. Esperamos você lá.

Milagres são.

0 comentários
Conversando esses dias com um amigo ateu me dei conta de uma incoerência que muitos cometem.

Meu amigo pode ser considerado um ateu ortodoxo, quiçá religioso!

Conversamos sobre aqueles acontecimentos quase "bizarros", sem explicações. Pessoas, conhecidas nossa ou não, que ficam curadas ou que recebem gratificações esperadas e impossíveis, que não podem agradecer somente ao acaso. A isso, se dá o nome de milagre.

Logo, se você acredita em milagres como um evento cuja única explicação adequada é a intervenção direta e extraordinária de um ser aquém desse plano, você acredita em Deus, meu caro amigo ateu.

Não compreender determinados acontecimentos não me legitima a ser incrédulo. A incredulidade é uma escolha pessoal, baseada única e exclusivamente na ausência de um sentimento chamado fé, que é a certeza do que não se vê, e provavelmente não se entende.

Se milagres existem e você concorda comigo, a causa desses milagres também existe. A única causa admissível para os próprios é alguém além de nós, a saber, Deus. Portanto, Deus existe.

Quando se diz "Deus não existe, olhem isso" ou "vejam essa injustiça" você está, nada mais do que terceirizando sua responsabilidade de fazer um mundo melhor.

Deus, de fato e de direito, não existe. Algo existente necessita ser criado. E Deus, até aonde se consta, não foi criado, simplesmente é.

Talvez essa seja uma das grandes explicações para esses embates teológicos a respeito da fé.

Querer que exista o que simplesmente É.

"diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso." Ap 1:8

Inaugurou!!!

0 comentários

Na última sexta-feira, dia 13 de janeiro de 2012, Ano Apostólico, Ano do meu Milagre, ocorreu a estréia da célula Isaque, do Ministério Internacional Maranatha Zona Norte, em Quintino.


A célula, que tem como objetivo evangelizar e por característica o clima descontraído de um bate-papo, recebe o nome do Isaque pelo fato desse personagem na bíblia ser conhecido como o "Filho da Promessa". 

Abraão, o pai da fé, não tinha nenhum filho quando Deus o prometeu que ele seria "Pai de Multidões", o que na época era impossível para ele. A promessa se cumpriu exageradamente e o primeiro filho foi Isaque, quem deu continuidade a história de seu pai, se tornando assim o segundo patriarca.



Rapahel, Bruna e Patrícia interagem na Célula Isaque


Logo, o nome Isaque traz a memória a fidelidade de Deus de que Ele, em seu tempo, o tornará grande e cumprirá as suas promessas.


Na primeira célula o tema foi de Obede-Edom, narrado em 1Cr 13, que abrigou à época a Arca do Senhor e teve sua casa tremendamente abençoada. Atualmente, uma das representatividades dessa presença é a célula, que chegou na casa dos obreiros da Maranatha Zona Norte, Rodrigo e Bruna.



A célula, que crescerá semana após semana, ocorre todas as sextas-feira às 20h e conta com a sua presença!


Para saber mais informações ou nos fazer uma visita deixe um comentário ou envie um email para bruno_carlos2@hotmail.com


Segue abaixo um trecho da primeira célula ministrada pelo Pastor da Maranatha, Leandro.



Nos encontramos lá!





#AltomirnoAltasHoras

0 comentários
Tudo começou com um breve insight. Na minha TL do twitter vi o Altomir Cunha, um jovem líder protestante, membro da ICAC, a quem sigo e aprendo muito, comentar um tweet de um outro formador de opinião, o Serginho Groisman.


Na mente ainda estavam os acontecimentos que aconteciam, à época, final de ano na Rede Globo. A emissora entendia a força dos protestantes em todos os seguimentos e interpretou que é a massa que mais cresce no país em importância, por isso abriu diversos programas como o “Caldeirão do Huck”, “Faustão” e fez até um especial: “Festival Promessas”. É o Brasil mudando.







Pensei, porque o Altas Horas, conhecido como um programa da juventude e de vanguarda, não abre as portas para um líder moderno e que vem crescendo em expressão na sociedade? Altomir é jovem e Serginho entenderia mais uma vez a proposta de sua emissora, ao abrir espaço para mais um público alvo: Jovens Cristãos.

Usar a mídia é sempre necessidade para quem quer alcançar novos voos. Serginho começou sua carreira identificando talento e líderes, desde antes do “Programa Livre” no SBT, tomara que essa sensibilidade de pinçar possíveis novos ícones não tenha sido perdida pelo ótimo apresentador.

Fica aqui meu desejo de ver esse encontro ser realizado pra melhoria da ideologia de uns e da qualidade do programa de outros!

#altomirnoaltashoras

Ainda esse ano veremos isso!