Dezembro 2011

Fim de ano, luzes, começo de dias.

0 comentários
E num instante, gosto de sabor.

Ela no ar, amarrada pelas linhas da brisa, passando.

Cheiro de cor.

Cabelo congelado, o sereno molhava a vista.

No éter passa o futuro,
hoje é o dia!


_____________________________________________________________________________________________


Quem colocou cada ponto de sal nos mares e disse às águas que fossem molhadas?


Quem dá direção a cada sopro de vento, tufão ou brisa e os avisa para que cessem em determinado ponto?

Quem conhece a intenção e o tamanho de cada onda, que mede em um palmo o universo e na concha da mão sossega os mares?

Quem sabe qual a cor da folha mais íntima da copa da árvore mais longínqua e solitária?

Quem é que conhece o primeiro canto de pássaro que se ouve quando a misericórdia de Deus acorda a alvorada?

Quem sabe quantas gostas de chuva caem num temporal e permite ao calor que se espalhe?

Com certeza Tu, Deus, sabe, permite, criou e fez todas as coisas além do meu pequeno entendimento e o que aprendo contigo é que Tua justiça virá e será vista como o sol do meio-dia.

Se prosperam os ímpios e escarnecedores, quão grandes riquezas serão a recompensa do trabalho do justo.

Espero em Ti, confio na Tua palavra; me levanto na certeza de que uma única palavra Tua inverte o correr de rios e a corrente de mares.

Se levante Deus meu, meu Senhor, e prove que só há um Deus sobre minha vida.

Amém.



____________________________________________________________________________________________


‎"Diz o Senhor: Assim como nuvens se estendem nos céus, abraçam a terra e destilam chuva sobre a cidade, assim te abraço e trago chuva até você."

Enfermeira assassina e ascensão social da internet

1 comentários
Segue abaixo uma ótima reflexão sobre o papel das redes sociais atualmente: as novas ruas da cidade (será que um dia guerras civis serão travadas aqui também?). Sobre todo caso, ao fim da leitura você se lembrará das revoluções que ocorreram no oriente médio recentemente e outros casos que legitimam a opinião do artigo escrito po João Gabriel Borges.

Boa leitura.



Enfermeira Assassina e a Ascensão Social da Internet


O caso todos já sabem: A enfermeira matou o cão inocente e a prova do crime foi parar na rede. Foi uma questão de tempo para crucificarem-na. Em seguida aos chingamentos e críticas à enfermeira, surgiram as críticas à quem estava criticando-a. Explico: foram compartilhados "memes" insinuando que os usuários da rede social Facebook que se sentiram horrorizados com os atos da enfermeira não se importavam com "verdadeiros" problemas sociais, como a corrupção, por exemplo.


Explicado o acontecimento, me veio à mente uma outra crítica constante aos que se utilizam de redes sociais para demonstrar sua indignação com as injustiças socias: de que lugar de protesto é nas ruas ou que protesto via internet é apenas desencargo de consciência de jovens acomodados. Isso em parte pode ser verdade, mas esses protestos virtuais ocorrem com frequência e podem significar algo.


Às vésperas de 2012, numa sociedade onde todas as pessoas – físicas ou jurídicas – que possuem acesso a internet possuem uma página pessoal ou conta de correio na rede, a internet começa a ocupar o lugar de campo de batalha, posição nunca antes ocupada por nenhuma outra mídia. Isso ocorre por conta da interatividade que ela proporciona, que diferente das mídias anteriores que apenas passavam e repassavam informação, agora permite que o usuário interfira e exponha sua opinião.


Tudo isso parece muito óbvio, mas é preciso fazer essa análise cuidadosa para concluir que é na internet que as coisas estão acontecendo. Não se pode mais esperar 1,5 milhão de pessoas nas ruas em prol de uma causa política, por exemplo, mas é comum ver o mesmo número de assinaturas em petições e abaixo-assinados virtuais.


Talvez ainda não tenhamos visto todo o potencial que a internet possui como ferramenta de mudança social mas não podemos ignorar os indicadores. Cada vez mais a população se utiliza desse meio para se expressar e se mobilizar, portanto não devemos nos deixar abater pelo pessimismo. Já é preciso rever os conceitos de “real” e “virtual”, afinal, a migração já começou e as ruas serão, novamente, apenas dos carros.

João Gabriel Borges

Folha de São Paulo e Apóstolo Renê Terra Nova

0 comentários
Na postagem abaixo neste blog foi comentado o valor da honra e o que ela representa, tendo como ilustração a atitude do Apóstolo Renê Terra Nova, pastor presidente do Ministério Internacional da Restauração, Manaus, que envolvia os cantores Tom Zé, Morais Moreira e o apresentador Jô Soares quando, em seu programa, um dos convidados afirmou que já usou as páginas do livro sagrado para fumar maconha.

Recentemente, um dos maiores jornais do país, a Folha de São Paulo, noticiou, online, que a causa vem crescendo e formando novos adeptos, tendo até hoje, dia 16, uma média de 13 mil assinantes.

Na matéria, que por ser online não possui assinatura, foram ouvidos o cantor Tom Zé e as organizações Globo, contudo o Apóstolo Renê Terra Nova não teve a oportunidade de se expressar diretamente ao jornal. A folha ainda não ouviu os dois lados.

Por meio de seu microblog, o Apóstolo disse que não houve nenhuma recusa de sua parte em não responder ao jornal, que já pediu para a Folha mandar a matéria e que responderá de forma imparcial.

Ouvir os dois lados é sempre preciso e a Folha de São Paulo, pelo tamanho que tem, e pela qualidade que mostra ter ao identificar o valor dessa pauta, em breve deve se retratar com a verdade e os princípios básicos do bom jornalismo.