Procura-se

Procura-se

Procura-se pessoa com personalidade;alta capacidade de expressão;de atitude;revoltada com sistema e original.
Destino:Brasil
Recompensa:Milhões de fãs apaixonados.
Tratar com:Juventude

Há poucos dias se completaria os 50 anos quem na minha opinião foi o melhor poeta de todos os tempos em nosso país:Renato Russo. Nosso trovador solitário morreu em outubro de 96 pesando apenas 45(!!!)kg em decorrência da AIDS. Era líder da curiosa banda,que conseguia unir,como já disse,poesia da melhor qualidade com uma deficiência musical notória na reprodução de seus instrumentos quando saia da área do rock. Me refiro ao trio Marcelo Bonfá, Dado Vila-Lobos e o dito cujo.

Renato,o ídolo da geração rock'n roll de oitenta,de brasília,do brasil e que de russo não tinha nada,foi um grande ídolo .Como manda a cartilha mesmo,cheio de atitude e cheio de sonhos. A combinação perfeita.

O último da espécie que se encontra em raridade nos dias de hoje. Não se vê mais ninguém botando a boca no trombone com qualidade e sinceridade. Ninguém mais toma partido por pura ideologia ou um intento na construção de um sonho como Renato,um dos primeiros a assumir sua homosexualidade como artista em público:"eu amo quem eu quizer" dizia em seus shows o cabra.Ou A cabra. Tudo hoje parece ser uma grande política. E é claro,não sou saudosista.

Até porque não tive tempo pra isso ,ainda. Nascido em 1990 desde então os maiores ícones musicais que vi foram: Chorão, do excelente Charlie Browm Jr. Talvez Rodolfo Abrantes,do original Raimundos e por fim o meu preferido:Pedro Paulo Soares Pereira, vulgo Mano Brown.

Hoje com 40 anos é o líder dos Racionais mc's. A poesia é do gueto. É crua. A subjetividade de um Cazuza por exemplo é irrisória por essas terras.
Mano,o Brown da chatuba, é um dos maiores comunicadores da minha geração. O fato é simples:o revoltado nega os meios de comunicação por protesto ou sei lá o quê e mesmo assim sua mensagem e seus conceitos são amplamente difundidos por legiões e legiões de discípulos inexoravelmente também revoltados. O cabra não gosta de mídia e quem conhece o 'bad boy',o acha no mínimo genial(como quem vos escreve). Vá entender.

Em tempo,continuo a minha busca por representantes dessa massa nominada jovialidade. Estar refém de Nxzero e conglomerados fica cada dia mais difícil. Se bem que cada um tem o que merece,reza a lenda. Talvez nossa juventude esteja até bem servida com Di's e Gui's empunhando uma guitarra mal efetuada.
Se acredito na teoria de que a sociedade se move de forma cíclica,abro um sorriso. Já devemos estar na parte mais baixa e sendo o caos comparativo a glória porvir,aguardo por mais um grande ícone.

Saudades Renato Russo.

Ass.viúvos e viúvas do verdadeiro e singelo Ronck'n roll.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir